Mantém-se a tendência que temos vindo a referir, para um período mais instável nas condições do tempo entre dias 5-15 de Junho, com a aproximação de áreas de instabilidade vindas do Atlântico no seio da corrente de jato subtropical.

Isto significa que teremos mais nuvens e maiores chances de chuva, nomeadamente na forma de aguaceiros e/ou trovoadas, geralmente mais prováveis nas áreas do interior.

Apesar das nuvens e da maior probabilidade de chuva, não esperamos temperaturas baixas, dado que estas perturbações estão associadas à corrente subtropical, sendo assim caracterizadas por massas de ar relativamente quentes.

Até dia 5 de Junho, o calor vai imperar, com sol e algum vento, condições de resto normais para o inicio do Verão, embora com temperaturas acima do que é usual para este período do ano.

Relembramos que as previsões a longo prazo apontam para um Junho-Julho marcados por alguma instabilidade, apesar das temperaturas tenderem para valores normais ou pouco acima do normal, enquanto que para Agosto as condições apontam para uma maior persistência de tempo anormalmente quente e tendencialmente mais seco, com risco de ondas de calor mais acentuadas.

Estas previsões a longo prazo têm uma margem de erro maior e uma precisão espacial e temporal menor, pelo que continuaremos, como de costume, a lançar atualizações e a ir acompanhando o evoluir das condições.