O estado do clima nos pólos.

Na antárctica, nas últimas décadas, os valores de temperatura têm subido de forma mais lenta do que nas restantes regiões do globo.

Sabemos hoje em dia que o continente é muito mais resistente ás mudanças climáticas e ao aquecimento global devido ás suas características geográficas peculiares,

Devido ás suas características geográficas, sendo uma massa de terra e gelo com grande altitude, numa posição em que durante alguns meses não recebe nenhuma radiação solar, isolada do resto do mundo por oceanos frios e sem nenhuma influencia de correntes quentes… a Antárctica tende a manter-se muito fria.

A Antárctica está como que dentro de uma bolha onde a atmosfera é particularmente fria e numa situação em que este ar frio tem muita dificuldade em misturar-se com o ar quente das latitudes mais a norte.

Por este motivo é que há uma maior resiliência ás mudanças climáticas.

Apesar de recentemente termos observado quebras relevantes no gelo em torno da antárctica, especialmente durante o verão do hemisfério sul, estas mudanças geradas pelo aquecimento global são ainda bastante tímidas quando comparadas com o que se passa noutras regiões do mundo.

Em sentido oposto, o Árctico está a “torrar” com valores de temperatura na generalidade muito acima do normal, tanto na temperatura do ar como dos oceanos…

Isto tem tido repercussões tais como picos muito relevantes nas áreas em degelo na Gronelândia, incêndios florestais na Russia, Alasca e Canadá, alterações na circulação da atmosfera com formação de áreas contrastantes de tempo extremo, em alguns lados dominadas pelo tempo mais seco e quente e outras por tempo mais frio ou instável.

O árctico, devido ao facto de ser alimentado por correntes oceânicas quentes vindas do Atlântico e por ser uma região de baixa altitude, relativamente perto de áreas continentais que aquecem muito durante o Verão, não consegue produzir aquele efeito de “bolha” que a antárctica tem, e é por isso mais vulnerável ás alterações do clima e aquecimento global.

Esperamos portanto que ao longo dos próximos anos se venham a registar alterações mais drásticas no clima do árctico, que vão influenciar de forma directa o clima em todo o hemisfério norte, num fenómeno que se chama de “amplificação árctica”.

Este fenómeno tende a gerar mudanças da circulação atmosférica no sentido de a tornar mais errática, levando a um aumento da frequência de eventos de tempo extremo, associados a padrões de bloqueio na circulação normal da atmosfera sobre o hemisfério norte.

Há ainda o efeito do degelo do permafrost com libertação massiva de gases resultantes da decomposição de matéria orgânica nos solos que antigamente estavam congelados… existe algum receio que este fenómeno leve a cadeias de feedback com efeitos mais gravosos no que toca a mudanças climáticas e ambientais súbitas.

O consenso geral é que enquanto nos mantivermos abaixo dos 2ºC de anomalia face ao período pré industrial, as mudanças climáticas poderão ser bem geridas. Caso se ultrapasse essa barreira, ai sim, poderão ocorrer consequências mais complexas e com maior potencial de risco.

Não se esqueçam que da mesma forma que uma pequena colher de veneno consegue matar uma pessoa muitíssimo maior que essa colher, uma ligeira mudança na temperatura da atmosfera consegue ser suficiente para gerar uma resposta e um efeito no equilíbrio sobre o qual a atmosfera se comporta.

Veja aqui outras previsões, análises e/ou notícias.

Equipa Bestweather

Esta página, requer INVESTIMENTO da nossa parte, tanto quanto em material adequado, quer em pessoal qualificado, como também em disponibilidade.

Estamos a trabalhar no desenvolvimento de cartas meteorológicas, algoritmos de previsão em alta resolução, assim como em diferentes APPs para dispositivos móveis!
O nosso grande objetivo é melhorar a qualidade das previsões disponiveis para Portugal e para a Europa!

Se no seu dia-a-dia ou nas suas atividades profissionais precisar de mais do que um simples olhar sobre a meteorologia, não hesite e contacte-nos! Teremos todo o gosto em trabalhar consigo!

Ajude-nos a chegar a mais gente e partilhe as nossas publicações.

Agradecemos, dessa forma, todos os donativos que nos chegarem.

1€ quem puder, faz toda a diferença!

Podem contribuir, por transferência bancária, para a conta com o número (PT50) 0010 0000 5531 7500 0015 8. Semelhantemente, é possível contribuir por MBWay, bastando para isso contactar-nos por mensagem privada e por conseguinte enviaremos o número.

Não se esqueçam de seguir os nossos posts, em versão mais simples, quer no INSTAGRAM, quer no TWITTER!

https://twitter.com/bestweather_pt
https://www.instagram.com/bestweatherpt/

Por fim, caso apreciem o trabalho que desenvolvemos no dia-a-dia, convidem os vossos amigos a conhecer o nosso projeto, PARTILHEM!
Seja como for, cá estaremos para atualizar as previsões, TODOS OS DIAS.

Muito obrigado a todos os que têm contribuído, quer com donativos, quer com partilhas e/ou apoio.