Durante o dia de hoje (6ª feira) continuamos sobre influência de um sistema complexo de baixas pressões, como é possível observar na imagem de satélite, com 3 núcleos principais.

Uma massa de ar de características subtropicais está a entrar pelo norte da Península, vinda do Mediterrâneo, na circulação daquele que é de momento o núcleo mais ativo.

Esta entrada de ar quente gerou precipitação em geral estratiforme durante toda a noite no Norte e Centro, como de resto estava previsto, e agora durante a tarde deverá alimentar a génese de trovoadas no Interior Centro e Sul.

Duas linhas de instabilidade principais, sobre o Centro e Sul, deverão servir de foco para o desenvolvimento de trovoadas, localmente fortes, durante esta tarde, e segundo os modelos, esperamos que haja uma consolidação de um novo núcleo de baixa pressão sobre o sudoeste da Península esta tarde, que deverá acentuar ainda mais a instabilidade sobre a região.

Esperamos que as células de trovoada mais intensas venham a produzir granizo, rajadas fortes localizadas e precipitação pontualmente excessiva.