A partir desta 3ª feira, dia 19, e durante cerca de 8-10 dias, uma sequência de perturbações muito ativas vão afetar de forma direta os Açores, com trajectórias sobre ou muito perto das ilhas.
A persistência da evolução de ondulações/ciclogéneses associadas a um vale semi estacionário na média e alta troposfera, vão levar a uma situação prolongada de mau tempo.

Os dias com tempo mais adverso deverão ser entre esta 4ª feira dia 20 e a 2ª feira dia 25.
A partir de dia 25 ainda temos alguma incerteza, mas é possível que surjam mais 2-3 situações de tempo gravoso, antes de um retorno a um padrão mais normal.


Esperamos condições de risco meteorológico potencialmente elevado, não só pela intensidade como pela persistência dos fenómenos previstos.

– Os totais de precipitação poderão superar os 300mm em 8-10 dias, com risco de cheias, derrocadas e movimentos de vertente.

– Vento intenso, com rajadas pontualmente superiores a 140 km/h.

– Condições marítimas alteradas, com probabilidades elevadas de a ondulação atingir os 15 metros de altura máxima.

– Trovoadas com queda de granizo.

– Neve nas terras altas.

A situação de mau tempo poderá dificultar o tráfego marítimo e aéreo entre ilhas e entre as ilhas e o continente, sendo de esperar atrasos e cancelamentos.

Alem disto, teremos também condições de tempo anormalmente frio, com potenciais riscos para os grupos mais sensíveis.
Acompanhando o frio, deverá nevar nas montanhas a cotas que poderão descer aos 400-500m de forma pontual.