:::::::CONDIÇÕES EXTREMAS NA REGIÃO DA BEIRA::::::::

O núcleo central do ciclone IDAI está neste momento a iniciar a sua entrada na costa Moçambicana, e deverá cruzar a costa ( Landfall ) sobre ou ligeiramente a norte da cidade da Beira, com intensidade 2-3, enfraquecendo posteriormente ao interagir com o terreno montanhoso de Moçambique.

A cidade da Beira e regiões circundantes estarão localizadas na região mais ativa do ciclone, com condições de tempestade durante varias horas seguidas.

Os últimos dados de satélite ( ADT ) indicam que o ciclone mantém ventos sustentados de mais de 165km/h com rajadas provavelmente perto dos 200km num raio de 50km em torno ao centro.
Os totais de precipitação ao longo do trajeto poderão exceder os 500mm, com cheias graves potenciadas pela maré de tempestade e pela ondulação, que vão retardar o fluxo na parte terminal dos rios.

Esperamos que ocorram danos generalizados, erosão costeira e destruição extensa de infraestrutura, numa situação potencialmente catastrófica, ainda que ligeiramente menos gravosa do que se o ciclone tivesse chegado com categoria 4 ( situação de resto bem prognosticada aqui pela nossa equipa ).