Estes dias temos tido a presença de um forte anticiclone sobre a Europa.

Como tal,a circulação de ar estável, com pouca mistura vertical ou horizontal, resulta na estagnação das massas de ar, que nas áreas mais populosas e industrializadas, resulta num aumento da poluição atmosférica.

Por outro lado, com a temperaturas a subir, temos outra fonte de partículas em suspensão, os polenes das gramineas e plantas que começam a florescer.

Em Portugal continental e na Madeira, observa-se ainda a intrusão de poeiras vindas do norte de África, estas  contribuem ainda mais para a elevação de concentração de PM10, com impactos para a saúde.

Toda a informação sobre a qualidade do ar pode ser encontrada em http://airindex.eea.europa.eu/ e é aconselhável que pessoas com maior sensibilidade se mantenham atentas aos parâmetros da qualidade do ar.

A partir de dia 28 de Fevereiro prevemos uma melhoria da qualidade do ar devido á entrada de ventos de origem marítima que vão trazer ar mais limpo e com menos carga de poluentes.