Durante os início da estação quente, entre Maio e Julho, é quando temos maior intensidade do regime de brisas marítimas, geralmente de noroeste, no litoral oeste, algo que geralmente se designa de Nortada, embora algumas pessoas designem de Nortada todas as situações em que se apresente um fluxo do quadrante norte.

Um dos efeitos da nortada, é gerar movimentos de mistura vertical da água do mar, nomeadamente, afastando camadas superficiais mais quentes para o largo, e substituindo por águas mais frias vindas das camadas mais profundas, mas também mais limpas e ricas em nutrientes (daí o maravilhoso peixe, entre eles a sardinha, da nossa costa, o melhor da Europa).
A este fenómeno chama-se UPWELLING.

A temperatura da água desce sempre durante e após os dias com nortada mais fortes, descendo por vezes para valores mais normais de Inverno do que propriamente de verão, não sendo raros valores abaixo dos 16ºC.

Quando a nortada se torna mais fraca, ou é suprimida e substituída por ventos de leste, sul ou oeste, a temperatura das águas costeiras sobe e coloca-se próxima dos valores que se verificam ao largo, em parte porque as águas quenets ao largo se movem para junto da costa, mas também por aquecimento local.

Portanto, em dias de nortada podemos ter água a 15-17ºC, e quando esta desaparece a temperatura sobe até aos 18-23ºC, por vezes até aos 26-28ºC no sotavento algarvio.

Outro efeito da nortada, desta vez indireto, é que ao arrefecer o mar, faz com que as massas de ar que procedem de oeste, cheias de humidade e “habituadas” a viajar sobe águas em torno à casa dos 18-23ºC, rapidamente arrefeçam junto à costa, formando extensos bancos de neblina ou mesmo nevoeiro, que cobrem, em especial, o litoral de Lisboa e Leiria por este estar mais exposto aos ventos de norte/noroeste predominantes e devido à presença de serras ao longo da costa que retêm as nuvens.

Geralmente, no final da estação quente, entre Agosto e Outubro, o regime de nortada tende a enfraquecer visto que o oceano está nessa altura do ano já bem mais quente, e as diferenças de temperatura em relação ás áreas continentais é menor, resultando no enfraquecimento dos regime de brisa